Série: How to get away with murder

Padrão

Comecei a assistir a série How to get away with murder e estou amando, por isso vamos falar um pouco aqui para quem curte uma boa série de suspense. 

Sinopse do Wikipedia

Fala sobre a vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma professora de Direito Penal da fictícia Universidade de Middleton, na Filadélfia, uma das mais prestigiadas Escolas de Advocacia na América. Uma advogada de defesa, Annalise seleciona um grupo dos seus melhores alunos em sua turma da universidade para trabalhar em seu escritório. São eles: Connor Walsh, Michaela Pratt, Asher Millstone, Laurel Castillo e Wes Gibbins.

Em sua vida pessoal, Annalise vive com seu marido Sam Keating, um renomado psicólogo, mas também vive um relacionamento às escondidas com Nate Lahey, um detetive local. Quando sua vida pessoal e profissional começar a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se verão envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinato.

Resolvi assistir porque estava orfã de séries e precisa de alguma coisa adulta já que na minha TV só passa canal infantil. 

Vi que essa série foi indicada a vários prêmios e ganhou alguns deles. Viola Davis é a protagonista, que eu adoro, mas todo o elenco é muito bom.

Os personagens são fortes e a trama é contada de maneira fragmentada, o que eu gosto muito, mas é muito difícil numa série. Geralmente os roteiros que vão e voltam acabam esquecendo de detalhes que nem sempre passam despercebidos pelo telespectador. Mas em How to get away with murder está tudo bem amarrado. Mal se pode respirar durante o episódio.

  

Anúncios

Nova série Fuller House

Padrão

A Netflix (adoro) lançou uma nova série Fuller House que é a continuação da antiga série Full House que fez muitooo sucesso nos anos 90.

Exibida entre 1987 e 1995, no Brasil ficou conhecida como Três é Demais. Contava com as personagens D.J. (Candace Cameron Bure), Stephanie (Jodie Sweetin), Michelle (as gêmeas Mary-Kate e Ashley Olsen) e aos tios Jesse (John Stamos), Joey (Dave Coulier) e o pai Danny (Bob Saget), entre outros.

  
O elenco retornou à telinha, porém sem as gêmeas, contando como a família Tanner está após tantos depois. 

Eu assisti ao primeiro episódio e chorei até. Muito legal ver toda a família, saber o que aconteceu nesses anos. 

Dessa vez a trama se desenrola com foco principal em D.J., recém viúva e com três filhos para criar sozinha. Danny, Jesse e Becky (Lori Loughlin) estão indo para Los Angeles e Joey há anos vive em Las Vegas. A irmã Stephanie e a amiga Kimmy Gibbler (Andrea Barber) resolvem ficar para ajudar. 

A meu ver a historia é fiel a original, sem muitas enrolações e muita nostalgia. Mas os críticos nunca estao satisfeitos. 

Acho que faltava uma série  tão gostosa e light quanto essa e pretendo continuar vendo. Vamos ver os próximos capítulos.

O Regresso

Padrão

Recentemente fui assistir o tão comentado filme do Leonardo DiCaprio “O Regresso”.

Estava muito curiosa, pois estava todo mundo comentado sobre o filme, a atuação, e as 12 indicações ao Oscar 2016.

090910

Inspirado em eventos reais, O Regresso é uma experiência cinematográfica imersiva e visceral que capta a épica aventura de um homem por sobrevivência e o extraordinário poder do espírito humano. Em uma expedição pelo desconhecido deserto americano, o lendário explorador Hugh Glass é brutalmente atacado por um urso e deixado como morto pelos membros de sua própria equipe de caça. Em uma luta para sobreviver, Glass resiste à dor em imaginável, bem como à traição do seu confidente. Guiado pela força de sua vontade e pelo amor de sua família, Glass deve navegar um inverso brutal em uma incessante busca pela sobrevivência e redenção. (Fox Film do Brasil)

Primeiro de tudo o filme é bem longo, são 156 minutos, mas muito bem aproveitados.Mostra o extinto de sobrevivência do ser humano, e das coisas que é capaz de fazer. E claro, o lado ruim das pessoas quando confrontadas com a morte e o dinheiro.

O filme é baseado em fatos reais e no livro de mesmo nome lançado em 2002. Foi todo rodado no inverno Canadense e com luz natural. Todas as cenas são bem reais e, em alguns momentos, fortes. Por isso não é recomendável para menores de 16 anos.

Achei muito bom e merecedor das indicações ao Oscar. Tomara que leve as estatuetas.

Para quem se interessou, vou deixar o trailer.

Foto e vídeo: reprodução

ass ju2

Reign

Padrão

Fazia um tempinho que não falávamos de séries por aqui, mas desde que comecei a assistir Reign fiquei obcecada e tenho que compartilhar com vocês.

reign-poster-seriespremiere

Um resumo rápido do Wikipédia.

“A série conta a história de Mary Stuart, Rainha da Escócia e seu caminho até o poder, iniciando com sua chegada à França ainda na adolescência e seu noivado com o Príncipe Francis. Acompanhada de suas quatro melhores amigas, Mary precisa sobreviver às intrigas, inimigos e forças obscuras que tomam conta da corte francesa.

O show é baseado na verdadeira história de Mary, que foi rainha da Escócia de 14 de Dezembro de 1542 a 24 de Julho de 1567”

Eu simplesmente amei tudo nessa série. Eu acho a personalidade e o caráter que construíram para a Mary fantástico. Ela é uma pessoa boa que pensa no próximo, mas ao mesmo tempo ela precisa ser uma Rainha e pensar no que é melhor para o povo. Mostra bem essa luta dela de tentar fazer o certo sem passar por cima de nada, e tudo o que ela precisou abrir mão ao longo do reinado.

E claro, tem uma bela história de amor por trás que é da Mary com o Francis, herdeiro do trono Francês e noivo dela.

O figurino é lindo com todos aqueles vestidos e jóias, e tem todos aqueles castelos como cenário.

Assisti toda a primeira temporada pelo Netflix e estou aguardando ansiosa eles disponibilizarem a segunda, já que nos Estados Unidos a série está na sua terceira temporada.

Fica a dica e espero que vocês gostem tanto quanto eu.

Foto: reprodução

ass ju2

 

Jurassic World

Padrão

Antes de mais nada, preciso dizer que amo os filmes. Assisti todos, e se me lembro bem, quando lançou o primeiro foi uma das primeiras vezes que fui ao cinema, isso há uns booooons anos atrás. Então tenho um carinho especial. Mas voltando ao assunto principal, fui assistir o tão comentando Jurassic World.

images

Sinopse

“O Jurassic Park, localizado na ilha Nublar, enfim está aberto ao público. Com isso, as pessoas podem conferir shows acrobáticos com dinossauros e até mesmo fazer passeios bem perto deles, já que agora estão domesticados. Entretanto, a equipe chefiada pela doutora Claire (Bryce Dallas Howard) passa a fazer experiências genéticas com estes seres, de forma a criar novas espécies. Uma delas logo adquire inteligência bem mais alta, logo se tornando uma grande ameaça para a existência humana.”

O que achei

A ação do filme fica por conta do dinossauro que foi geneticamente modificado e adquire inteligencia, por conta disso acaba escapando da “jaula” e fica solto pelo parque.

O filme prendeu a atenção o tempo todo, com efeitos especiais fantásticos, os dinossauros pareciam que realmente voltaram a terra. Como fui assistir na sala X D na rede Cinemark, o som era altíssimo, parecia que eles realmente estavam próximos. Fiquei imaginando como não deve ser assistir em 4D.

É um filme da ação clássico, mas com humor. Os atores principais estavam muito bem, não parecia uma atuação forçada. O que muitas vezes acontece nesses grandes filmes populares.

Está aprovadíssimo. Muitas pessoas comentaram na sala do cinema que era um dos melhores filmes dos últimos tempos, e tenho que concordar.

Foto: reprodução

ass ju2

 

Resenha: Cinderela

Padrão

Depois de meses aguardando a adaptação de Cinderela para os cinemas, depois de anos assistindo a versão em animação até furar a fita (sim, sou da época que ia na locadora alugar fita), depois de sair a linha de maquiagem, jóias e sapatos, finalmente fui ao cinema assistir.

Cinderela-poster-ellaprincipe

Posso dizer que amei. O filme realmente é lindo e inspirador. Segue bem a história da animação que foi sucesso absoluto na nossa infância, porém muito rico nos detalhes. É possível perceber uma preocupação enorme com o figuro e locações, tudo lindíssimo.

Achei a atriz que interpreta a Cinderela perfeita para o papel, digna de princesa Disney. O príncipe era mais ou menos, mas o foco era todo dela.

Um capitulo a parte é o figurino da Cinderela e da Madrasta. O vestido do baile e do casamento, tenho certeza que milhões de meninas vão reproduzir.

2-28

54db6c5aabcd32906da3cf56_cinderella-disney-costume-vf

 

 

O filme não deixou a desejar e superou as expectativas. Está aprovado.

Fotos: reprodução

ass ju2

Cinquenta tons de cinza – o filme

Padrão

Há uns dois anos atrás escrevi aqui que fiquei completamente viciada na trilogia de cinquenta tons de cinza. Depois de muito esperar pela adaptação nos cinemas, finalmente fui assistir. Aproveitei o carnaval chuvoso que fez em São Paulo, e assisti junto com mais milhares de pessoas. Acho que não fui a única que teve essa ideia, pois o cinema estava mega lotado, e as sessões esgotando rapidinho.

50tonstrailer2-novoposter03

O que achei:

Muito fiel ao livro. Os roteiristas fizeram um trabalho muito bom de adaptação. Lógico que para quem leu todos os livros, dá para sentir falta de algumas partes importantes, mas no geral foi um bom trabalho.

Me surpreendi muito com a interpretação da Dakota, ela estava ótima. Tímida e inocente na medida certa, não ficou aquela coisa forçada. Já o tão esperado Christian Grey esperava mais, no livro descreve como um homem muito bonito, que todas ficam olhando babando, muito charmoso e enigmático. Não achei lá grande coisa, bonito sim, mas nada assim fora do comum. A química deles é boa, mas ainda está um pouco distante daquela coisa muito intensa dos livros.

Sobre a parte do sexo que todos comentam, achei que foi na medida certa. Cenas quentes, sexy, mas não vulgar. Vi muita gente reclamando na saída do cinema que esperavam cenas mais fortes, mas falta o bom senso ai neh?! É um filme com classificação de 16 anos, e não é filme porno. Achei que foi bem mostrada a parte do “quarto vermelho”, dá pra entender como é o tipo de sexo que o Grey gosta, e ver a luta interna da Anastásia de aceitar isso.

Para mim foi um filme de romance. Nada de um drama que vá ganhar um Oscar. Mas um filme que mostra como um amor pode fazer as pessoas mudarem. Sai mega ansiosa, já esperando o próximo.

E preciso comentar que a trilha sonora é maravilhosa. Cada música combinou completamente com as cenas, e já estou ouvindo direto.

Foto: reprodução

ass ju2